CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

31 de dez de 2010

VATICANO DÁ BOM EXEMPLO DE MUDANÇA DE ATITUDE E POLÍTICA EM RELAÇÃO À TRANSPARÊNCIA FINANCEIRA MUNDIAL

O papa Bento XVI promulgou nesta quarta-feira as normas contra a lavagem de dinheiro, um passo decisivo do Vaticano em direção à transparência de suas transações econômicas, objeto de graves acusações e suspeitas por décadas.
O decreto de Bento XVI ou "motu proprio" para a luta contra a lavagem de dinheiro entrará em vigor na próxima quinta-feira, anunciou nesta quarta-feira o Vaticano.
O decreto tem por objetivo "prevenir e lutar contra a lavagem de capitais proveniente de atividades criminosas e para o financiamento de terrorismo", disse o Vaticano em um comunicado.
A aplicação das novas leis e a criação de uma "Autoridade para a Informação Financeira" permitem que o Vaticano entre na lista de Estados que respeitam as normas para a luta contra a lavagem de dinheiro da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento (OCDE) e o Grupo de Ação Financeira (GAFI).
Segundo a agência de notícias religiosas i.Media, com essa medida o Vaticano começa a formar parte da "White list", a lista branca de países que respeitam as normas contra a lavagem de dinheiro.
O decreto contém uma série de disposições para o respeito dos acordos assinados em 2009 entre o Vaticano e a União Europeia, e contempla todas as atividades econômicas da Santa Sé, inclusive os Museus Vaticanos e a entidade que administra seu enorme patrimônio imobiliário de Roma.
"Trata-se de um fato histórico", sustenta o jornal La Stampa, que antecipou a notícia.
As novas medidas preenchem uma lacuna na legislação do Vaticano e enviam um sinal importante de rigor, após os escândalos que estouraram nos anos 1980 pela gestão de suas finanças e suas controversas relações com banqueiros próximos à máfia siciliana.
A quebra, em 1982, do outrora maior banco da Itália, o Banco Ambrosiano (do qual o Vaticano era um acionista importante) dirigido por Roberto Calvi, encontrado misteriosamente morto sob uma ponte em Londres, e suas conexões com o "banqueiro de Deus", monsenhor Paul Marcinkus, foi um dos maiores casos político-financeiros do pós-guerra.
A investigação demonstrou que o Banco Vaticano reciclava dinheiro da máfia siciliana e mantinha conexões com a loja maçônica Propaganda 2 e agentes secretos da CIA americana.
As novas medidas contra a lavagem de dinheiro foram adotadas três meses depois do início de uma investigação judicial na Itália contra dois dirigentes do Instituto Vaticano para as Obras Religiosas (IOR), mais conhecido como o Banco do Vaticano.
Os juízes italianos também pediram a apreensão de 23 milhões de euros (US$ 30 milhões) depositados em uma conta do banco Crédito Artigiano, por omissão por parte do chamado Banco do Vaticano das normas contra a lavagem de dinheiro.
A Itália acusa o Banco do Vaticano de administrar através de contas anônimas, identificadas apenas com a sigla IOR, importantes somas de dinheiro de procedência obscura.
A investigação judicial contra o banco da Santa Sé pôde ser aberta com base nas normas adotadas na Itália em 2007 que obrigam os bancos a divulgar a identidade dos autores e a natureza da transação.
O IOR não foi acusado diretamente de branqueamento, mas de ter omitido o fornecimento dos dados requeridos.
Outras duas operações bancárias do IOR estão sendo investigadas por um total de 900 mil euros (US$ 1.256.000).
O chamado Banco do Vaticano administra as contas de várias ordens religiosas, assim como de associações católicas no mundo.
Com as disposições, o Vaticano poderá cunhar um maior número de euros com o rosto do Papa, até agora destinados aos colecionadores, os quais a partir de 2011 poderão ser trocados nas lojas europeias.
Fonte: Terra Notícias
Comentário: Será que algum dia veremos o Brasil fazendo parte da lista da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento (OCDE) e do Grupo de Ação Financeira (GAFI) por ter se tornado um País que combate a lavagem de dinheiro?

26 de dez de 2010

RETIRANDO DO BAÚ-3: BÁRBARA ALENCAR, A REVOLUCIONÁRIA PERNAMBUCANA-CEARENSE





(Barbara de Alencar - 2 Fev 1760 - 28 Ago 1823).
A primeira mulher heroína do Brasil foi Dona Bárbara de Alencar, nascida a 2 de fevereiro de 1760, em Cabrobó-PE. A heroína cratense da Revolução de 1817 era filha de Joaquim Pereira de Alencar e de Teodósia Rodrigues da Conceição.
Casou-se com o negociante português José Gonçalves dos Santos. A 17 de setembro de 1789 deu a luz a Tristão Gonçalves Pereira de Alencar, que na Confederação do Equador mudou seu nome para Tristão Gonçalves de Alencar Araripe.
A 16 de outubro de 1794, deu a luz a José Martiniano de Alencar, falecido em 15 de março de 1860, como senador, o qual a 29 de abril de 1817, chegou ao Crato-CE, encarregado pelo Governador Revolucionário de Pernambuco, de libertar o Ceará contra a dominação portuguesa. No dia 3 de maio, de batina e roquete, o Diácono José Martiniano de Alencar, subiu ao púlpito na Matriz do Crato e proclamou nossa Independência e República. Em consequência, Dona Bárbara de Alencar fugiu do Crato para Paraíba, mas foi presa no Rio do Peixe, pelos seguidores do Governador Sampaio. Qualificada entre os presos “INFAMES CABEÇAS”, foi enviada para Icó-CE, depois para Fortaleza, onde, posteriormente, juntamente com outros presos, foi para Recife-PE, de lá, finalmente foram recolhidos às prisões da Bahia, onde foram cruelmente tratados. Dona Bárbara foi libertada em 17 de novembro de 1820, vindo a falecer em sua fazenda, Touro-PI, a 28 de agosto de 1823.
Fantástica odisséia encerra a vida dessa mulher extraordinária, que sendo mãe, soube ser heroína, sendo mulher, soube vencer os preconceitos da época.
Sua vida foi marcada pelo exemplo de fé e de patriotismo em todas as gerações. Sua descência projetou-lhe, pela ilustração dos filhos e netos, a grandiosidade.
BÁRBARA DE ALENCAR projetou seu vulto, sua vida e sua obra, para muito além dos estreitos limites do Crato e do Ceará. Foi figura do Nordeste de relevância nacional.
Bárbara Alencar foi mãe de quatro filhos (uma mulher e três homens), sendo que dois dos seus filhos homens (Tristão e Carlos) morreram na revolução pernambucana de 1824 e o terceiro filho, José Martiniano de Alencar, se tornou Governador do Ceará e pai de José de Alencar, escritor, poeta e fundado da corrente literária nacionalista brasileira chamada de indianismo com a sua obra "O Guarani"...

24 de dez de 2010

OS CICLOS POLÍTICOS-UMA ANÁLISE DE CRISTOVAM BUARQUE

Cristovam Buarque, em artigo no Jornal do Commercio

A política, como a história, ocorre em ciclos. O Brasil atravessa um ciclo de consolidação da democracia com pequenos avanços sócio-assistenciais: uma social democracia tímida (SDT) e também atrasada em relação às exigências do futuro.
Desde a última inflexão histórica no governo Sarney, avançou-se com mudança econômica, reunindo a abertura comercial e a estabilidade monetária depois do governo Collor e Itamar.
A partir daí, Fernando Henrique Cardoso e Lula fizeram dois governos com avanços no crescimento com estabilidade, além da realização de pequenos avanços na distribuição da renda. O Brasil avançou, mas dentro do mesmo ciclo.
A presidente Dilma tem a chance de dar início a um novo ciclo, ou iniciará a última do ciclo atual. Se ela não avançar em reformas que signifiquem inflexões positivas, corre o risco de ver as propostas do atual ciclo se esgotando e o próximo pleito elegendo governos conservadores, ou caindo no “esquerdismo” ou no “populismo”.
Vinte e cinco anos de um único modelo, com avanços, mas com tantas lacunas sociais, é tempo suficiente para o esgotamento.
Mas em vez da última do ciclo da social democracia tímida, o governo Dilma pode ser o primeiro de um novo ciclo que libere o País das amarras que sofre para uma social democracia transformadora. Para isto, seu governo precisa fazer as inflexões necessárias e ir além do crescimento tradicional, com estabilidade monetária e bolsas.
É preciso fazer uma reforma política, implantar medidas para blindar o poder público contra a corrupção, criar mecanismos para o controle da violência, reorientar o processo produtivo para zelar pelo equilíbrio ecológico, fomentar uma economia baseada no conhecimento da ciência e da tecnologia, fazer o SUS funcionar a contento, promover a superação do “custo Brasil” decorrente de regras corporativas e de insuficiência na infra-estrutura econômica, e, sobretudo, a mãe de todas estas reformas, promover uma revolução na educação de base. Tudo isto, com respeito às regras democráticas e com responsabilidade fiscal.
De todas estas mudanças, a única que permitirá a presidente Dilma deixar sua marca na história do Brasil, como uma JK do século 21, será iniciar o processo de transformação radical da educação de base. O caminho é fazer com que todas as 200 mil escolas do Brasil tenham, pelo menos, a qualidade das atuais cerca de 200 escolas federais. Para isto, será necessário implantar a Carreira Nacional do Magistério e um programa federal de qualidade escolar, em horário integral.
Estes dois programas não são suficientes, nem darão seus resultados plenos em todo o Brasil durante um ou mesmo dois mandatos. Mas se tomar as medidas certas para promover a ruptura no triste quadro da tragédia brasileira, Dilma será não apenas a primeira presidente mulher, mas também a primeira para um novo tempo: o ciclo Dilma.
PS: Cristovam Buarque é Senador (PDT/DF).

18 de dez de 2010

UM BREVE COMENTÁRIO SOBRE OS PAÍSES QUE SEMPRE OCUPAM OS PRIMEIROS LUGARES NO RANKING MUNDIAL DAS SOCIEDADES DEMOCRÁTICAS

- O ranking mundial anual dos países em relação ao critério democracia (o Freedom in the World) demonstra uma peculiaridade das nações que ocupam os dez primeiros lugares (Noruega, Suécia, Finlândia, Suíça, Dinamarca, Nova Zelândia, Holanda, Irlanda, Alemanha e Reino Unido): que este países são compostos por diferentes sistemas e formas políticas de governo, variando desde monarquias até repúblicas parlamentaristas com características bem diversificadas e curiosas como é o caso da Suiça onde as instâncias maiores de poder não estão sob o controle de um presidente ou primeiro ministro mas sim do Conselho Federal (composto por um Conselho Nacional e pelo Conselho dos Estados) e onde também é muito frequente a realização de referendos, quer a nível federal, quer a nível cantonal (estadual) valendo salientar que os resultados de um referendo federal não implicam a obediência de uma lei referendada por um cantão (Estado) que tenha votado contra, ou seja, se um cantão (Estado) votar contra uma lei e em todos os outros cantões (Estados) fora aceite, essa lei não entra no cantão (Estado) que tenha votado efetivamente contra.
- Assim, estas realidades tão distintas de sistemas e formas de governo presentes nestes Países que ocupam os dez primeiros lugares no Relatório Freedom in the World nos mostram também que não são mudanças nominais de sistemas e formas de governo que apenas garantem de fato a plena democracia nos povos e nações da Terra mas, sim, amadurecimento de uma consciência coletiva a respeito do que de fato é democracia, práticas (práxis) políticas democráticas em todas as instâncias e arcabouço jurídico adequado nas estruturas e conjunturas sócio-polítcas que estimulem e possibilitem de fato o exercício da democracia.
- Outro detalhe a ser observado é que todos os Países que ocupam os dez primeiros lugares apesar de serem nações cujos governos são constitucionalmente laicos, as práticas religiosas da população são declaradas majoritariamente cristãs e, em sua maioria, com algumas excessões, majoritariamente protestantes em seus diversos segmentos (luteranas, anglicanas, etc). Assim, apesar de hoje as populações destes Países acharem que a religião pouco tem importância em suas vidas e na realidade sócioeconômica-política de sua nação, não se pode negar o fato de que, semelhantemente aos E.U.A que ocupa atualmente o 13 lugar neste ranking, suas Constituições foram elaboradas baseadas em princípios e valores da ética Cristã e, consequentemente, nas práticas da moral Cristã, pois, não se enganem, ao longo da História da humanidade em todos os povos, culturas e civilizações, desde as tecnologicamente simples até as mais complexas, sempre o arquétipo, a inspiração, base e modelo da organização sócioeconômica-política está na concepção, entendimento e organização da instituição religiosa seja ela qual for, logo, sendo assim um reflexo de como se entende a origem e a forma de agir de um poder maior e o modo como este poder se relaciona com os seus liderados e como estes liderados devem se relacionar com ele e com os demais membros (cidadãos)!
- Seria muito bom que as grades curriculares brasileiras dos cursos de Ciências Sociais, Ciências Políticas e Ciências Jurídicas abordassem estes temas, isto é, as diferentes formas de sistemas de governo e de organização dos parlamentos das nações, e, que os profissionais em Ciências Sociais, Políticas e Jurídicas assim como as Academias e demais instituições (OAB, Sindicatos, etc) iniciassem um movimento e processo de debate com a sociedade civil sobre estes temas, não é mesmo?
- Que tal, você, Cientista Social, Cientista Político ou Cientista Jurídico sair da sua área de conforto e inicar tal processo na sociedade brasileira? Lembrem-se que na sociedade brasileira vocês são pessoas priviliegiadas pelo acesso que tiveram a um curso de graduação e/ou pós-graduação e, assim, deveriam (em vez de apenas servirem como assessores de políticos, ou como comentaristas políticos que só aparecem em períodos eleitorais ou como pessoas que sonham e se aventuram em carreiras políticas) dar o retorno à sociedade brasileira pelo investimento realizado em vocês, pois os princípios formadores e a construção da cidadania política brasileira não é boa e o cenário político-partidário brasileiro há muito tempo aponta e demonstra a necessidade deste debate com a sociedade para que assim possamos de fato amadurecer como uma democracia plena! Este blog está aberto como um dos instrumentos para este debate e você pode fazer uso dele... Com você está o desafio de pegar a pena e escrever mais um capítulo no livro da História da Democracia e Cidadania Brasileira...

PUBLICADO O NOVO RELATÓRIO ANUAL COM O RANKING MUNDIAL DOS PAÍSES EM RELAÇÃO AO CRITÉRIO DEMOCRACIA

O Brasil, o terceiro país lusófono considerado no ranking - que foi apresentado na capital austríaca -- aparece na 43 posição, atrás de países como Singapura (42), Peru (41), Roménia (40), Bulgária (39) e Argentina (38).

Os dez primeiros lugares da lista são ocupados pela Noruega, Suécia, Finlândia, Suíça, Dinamarca, Nova Zelândia, Holanda, Irlanda, Alemanha e pelo Reino Unido, respetivamente. Portugal, que manteve a sua posição, figura na 18ª posição, atrás da França (17) e da Espanha (16).

O ranking, que reproduz uma classificação anual global da qualidade da democracia em cem países, avaliou indicadores políticos, de igualdade de género, acesso à educação e saúde, proteção do ambiente, entre outros.

A classificação, que coloca Moçambique no 'lote vermelho' dos últimos 12 países, é elaborada com dados da organização norte americana Freedom House e do Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas.

De acordo com o ranking, apesar de Moçambique ter subido duas posições em relação a classificações anteriores, a qualidade da sua democracia continua a ser inferior à de Marrocos (88), Tanzânia (86), Mali (84), Malawi (84), Benin (82), Madagáscar (81), Serra Leoa (80) ou Senegal (75).

Atrás de Moçambique figuram apenas países como o Uganda, no 91 lugar, Quénia (92), Burkina-Faso (93), Gâmbia (94), Níger (95), Zâmbia (96), China (97), Nigéria (98), República Centro Africana (99) e a Etiópia, que ocupa a ultima posição do ranking global.

O país africano com melhor desempenho é a República das Ilhas Maurícias (36), seguido da África do Sul, que ocupa a 53 posição.

No continente americano, o Canadá ocupa a segunda posição (14), ocupando os Estados Unidos a 13 posição, enquanto que o Japão lidera as democracias asiáticas (20) à frente da Coreia do Sul, que aparece no 33 lugar.

O Uruguai é o país latino-americano que melhor resultado apresenta (21 posição), seguido pelo Chile (28) e pela Costa Rica, no 29 lugar.

A Rússia e a China aparecem nas posições 87 e 97, respetivamente, mas integrados na lista extra-oficial, já que estas duas potências mundiais não são consideradas "países livres" pela Democracy Ranking Association.

Freedom in the World é um relatório anual pela norte-americana Freedom House que tenta medir o grau de democracia e liberdade política em todas as nações e territórios em disputa significativa em todo o mundo, e que produz resultados anuais, que representam os níveis dos direitos políticos e liberdades civis em cada estado e território, em uma escala de 1 (mais livre) a 7 (menos livre). Dependendo da classificação, as nações são então classificadas como "Free", "parcialmente livres", ou "não livres".
O relatório é frequentemente utilizado pelos pesquisadores para medir a democracia e se correlaciona fortemente com outras medidas de democracia, como a série de dados Polity. Foi lançado em 1973 por Raymond Gastil.
O ranking da Casa da Liberdade é amplamente utilizado e muitas vezes seus índices são considerados arbitrários por muitos críticos. Os índices são amplamente utilizados em estudos acadêmicos e empregado pela Organização das Nações Unidas e Banco Mundial. Os índices são utilizados por USAID para avaliar os beneficiários de ajuda dos EUA. Eles muitas vezes aparecem na mídia como índices objetivos, e "são utilizados indiscriminadamente como referência para a medição da democracia."
Fontes: http://sic.sapo.pt/online/noticias/mundo/paises+nordicos+lideram+ranking+de+qualidade+da+democracia.htm; http://www1.folha.uol.com.br/poder/847163-brasil-e-47-em-ranking-mundial-de-democracia.shtml e http://en.wikipedia.org/wiki/Freedom_in_the_World_(report).

7 de dez de 2010

DIRETORIA DO SINSPE REALIZA REUNIÃO PARA ARTICULAÇÃO DOS ENCONTRO E CONGRESSO REGIONAIS DE SOCIOLOGIA


No dia 04/12/2010 a Diretoria do SINSPE (representada no momento por Rivaneide, Kátia, Telma, Glaudemir e Carmem) reuniu-se com a representante do Instituto de Ciência e Tecnologia Regional (ICTR), a Socióloga e escritora Geovânia Andrade, para articulação e planejamento dos Encontro e Congresso Regionais de Sociologia que ocorrerão em Recife no próximo ano.

5 de dez de 2010

4 de dez de 2010

COMO OBTER O REGISTRO DE SOCIÓLOGO E QUAIS SÃO AS ATRIBUIÇÕES PROFISSIONAIS DO(A) SOCIÓLOGO(A)

1) Como Obter o Registro de Sociólogo(a): Basta levar a carteira de trabalho à Superintendência Regional do Ministério do Trabalho (que em Recife fica na Av. Agamenom Magalhães) e o certificado de conclusão do curso ou declaração de conclusão de curso (seja bacharelado ou licenciatura) que o registro é expedito na mesma hora na carteira de trabalho;
2) Atribuições Profissionais do(a) Sociólogo(a):
I - elaborar, supervisionar, orientar, coordenar, planejar, programar, implantar, controlar, dirigir, executar, analisar ou avaliar estudos, trabalhos, pesquisas, planos, programas e projetos atinentes à realidade social;
II - ensinar Sociologia Geral ou Especial, nos estabelecimentos de ensino, desde que cumpridas as exigências legais;
III - assessorar e prestar consultoria a empresas, órgãos da administração pública direta ou indireta, entidades e associações, relativamente à realidade social;
IV - participar da elaboração, supervisão, orientação, coordenação, planejamento, programação, implantação, direção, controle, execução, análise ou avaliação de qualquer estudo, trabalho, pesquisa, plano, programa ou projeto global, regional ou setorial, atinente à realidade social.

30 de nov de 2010

AS POLÊMICAS SOBRE O SITE WIKILEAKS...

Boa Noite, Colegas:
Vocês estão acompanhando as polêmicas sobre o site Wikileaks?
Retirando a questão se o fundador do site (Julian Assange) realmente é culpado ou não de estupro, agressões sexuais e outras coisas mais (coisas estas que caso forem verdades ele deve ser processado e punido), faço algumas observações:
- O que os devotos e praticantes das teorias de conspirações dos serviços secretos das nações faltam mais bisbilhotar e tirar conclusões, até mesmo precipitadas e infundadas, acerca da vida das pessoas (governantes, demais cidadãos formadores de opinião, etc)?
- Como foram e/ou estão sendo classificados por estes serviços secretos as literaturas impressas, os sites e blogs (inclusive nossos sites e blogs) e os nossos posicionamentos e práticas políticas? Não se enganem, pois, não é de hoje que os serviços secretos das nações analisam livros, escutas telefônicas, sites, etc, e, assim, bisbilhotam a vida das pessoas, pois conforme protagonizado e previsto por filmes e livros de ficção científica como o de George Orwell em seu livro 1984, livro este que descreve a tecnologia como a ferramenta que possibilitaria no futuro a vigilância e o controle de todas as pessoas pelo sistema do grande irmão (the big brother), já estamos em plena era do big brother e da guerra cibernética...;
- Em minha terra existe um ditado que diz que "ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão", então, de que se queixam os serviços secretos das nações? Gostam de bisbilhotar, invadir e roubar a privacidade e informações dos outros e denegrir a imagem das pessoas, mas, quando são alvos desta invasão, deste roubo de privacidade e de informações e, de terem a imagem manchada, não acham nada bom, pois, pimenta nos lábios dos outros é refresco, não é mesmo? * Pelo jeito, conforme diz outro ditado popular em minha terra "o feitiço está se voltando contra os feiticeiros...";
- Se forem verdades as coisas relatadas em alguns documentos de serviços secretos acerca do Brasil, temos mais evidências do envolvimento dos partidos políticos e governantes brasileiros com o narcotráfico e o terrorismo de grupos como as FARC e facções terroristas islamicas, além daquelas evidências encontradas pelas forças armadas da Colômbia quando encontraram no computador apreendido das FARC informações inclusive de doações financeiras destes grupos para partidos políticos brasileiros e de outros Países;
- É bom as nações repensarem seus sistemas de segurança e o atrelamento do funcionamento de serviços essenciais da sociedade como civilização aos mecanismos da tecnologia cibernática tendo em vista que estão tentando retirar o site do ar e não conseguem devido, ao que parece, ao site Wikileaks ter criado um domínio (território) próprio e uma barreira de proteção própria na rede mundial de computadores, logo, ao que parece, se quiserem, podem também ter o controle de outras coisas...;
- Ao que nos parece, estamos vendo surgir uma nova forma de controle social emergente na sociedade a qual está permitindo o empoderamento, por parte do cidadão, do acesso às informações geopolíticas e, consequentemente, maior poder de julgamento e de ações concretas em relação à geopolítca mundial podendo inclusive isto se refletir nas escolhas eleitorais dos parlamentos das nações;
* Eis aí o fenômeno Wikileks o qual consiste num bom fato e tema sociológico a serem debatidos pela Ética e pelas Sociologia da Comunicação e Sociologia da Tecnologia, não é mesmo?

25 de nov de 2010

DIVULGANDO ENCONTRO E CONGRESSO REGIONAL DE SOCIOLOGIA-RECIFE(2011)

* O SINSPE em conjunto com a FNS, a UFPE e a UFRPE está organizando os preparativos para os próximos Congresso e Encontro Regional de Sociologia que ocorrerão em Recife em 2011.
* Aguardem maiores informações neste blog.

18 de nov de 2010

COMENTANDO SOBRE A ÉTICA DO(A) BRASILEIRO(A)

Boa Noite, Telma e Demais Colegas:

* Realmente, é bem oportuna esta discussão sobre a ética que a maioria dos(as) brasileiros(as) têm... Mas, não concordo quando se generaliza que todo brasileiro é corrupto, pois conheço muitos(as) brasileiros(as) que não são corruptos e, de minha parte tenho minha consciência tranquila, pois apesar de ser brasileira me policio bastante e procuro não cometer tais infrações.

Porém, eu ainda acrescento alguns outros exemplos da falta de ética de muitos(as) brasileiros(as):

- Que dizer do "cidadão" que leva o seu cachorro para, além de passear, principalmente fazer as suas necessidades fisiológicas na rua, nas calçadas e em frente às residências de outras pessoas?
- Que dizer da tão conhecida e aceita, sem questionamentos, frase brasileira "o político tal é melhor do que aquele outro, pois apesar de roubar, faz alguma coisa", frase esta que já ouvi até mesmo de colegas Sociólogos(as)!!!!
- Que dizer do exemplo de mau corporativismo e manipulação de resultados existentes na maioria da universidades públicas brasileiras, institutos tecnológicos, etc, onde apesar de se ter um concurso público para ser professor, os(as) professores(as) destas instituições se quiserem, podem de forma injusta e criminosa reprovar o(a) excelente candidato(a) a professor(a), pois os resultados podem ser manipulados numa prova didática cujo critério de avaliação é altamente subjetivo e fácil de ser manipulado, sendo por isso bastante comum ser aprovado(a) o(a) candidato(a) que é amante do(a) professor(a) ou parente de algum professor(a) ou pertencente ao seu grupo de trabalho e de esquemas?
- Falamos dos maus profissionais em termos de falta de competência a qual pode ser comprovada em fatos tais como os erros médicos e as obras de engenharia que desabam, entretanto, a maior parte das pessoas não se toca que geralmente por trás destes fatos está o(a) aluno(a) que comprou um diploma numa escola sem nunca ter cursado o referido curso ou que só passava filando e/ou que subornava um(a) professor(a) o qual, numa atitude corrupta, aceitou aprová-lo(a) em troca de presentes, dinheiro ou uns momentos de sexo!!!!;
- E que dizer da prática de muitos(as) funcionários públicos que tiram diárias mas não viajam e, quando se tornam gestores de instituições, projetos ou ações que envolvem uso de recursos utilizam notas frias ou superfaturadas para embolsarem recursos públicos (dos nossos impostos), se enriquecerem ilicitamente e também repassarem os recursos roubados aos grupos e partidos políticos que eles são ligados e filiados?
- E que dizer da prática bastante utilizada por muitos(as) empresários(as) a qual consiste em ter mais de uma empresa e mais de um CNPJ para burlar processos licitatórios fabricando uma falsa concorrência numa licitação pública?
- E que dizer de muitos profissionais da área da justiça (juíz, etc) que negociam as suas sentenças com os réus ou se metem com outros corruptos (políticos corruptos, etc) em roubos de recursos públicos e, quando são punidos recebem como "punição" por parte da justiça o prêmio de aposentadoria precoce e com todos os direitos?
* Com certeza a lista é bastante extensa e podemos nos alongar em muitas outras ações anti-éticas.
* Mas, não pensem que este mau exemplo é só de brasileiro, pois os estrangeiros ditos de primeiro mundo quando vêm para o Brasil se tiverem oportunidade farão e fazem a mesma coisa, pois a diferença da sociedade chamada de primeiro mundo que eles vivem para a nossa sociedade brasileira é que estas sociedades estrangeiras conseguiram avançar no sentido de terem um sistema judiciário forte e que procura em geral sempre ser independente em relação aos apadrinhamentos com a classe política, como também avançaram no profissionalismo de auditoria de modo que o auditor tem como principal função (através de mecanismos de gestão, de auditoria preventiva e medidas legais) fechar as brechas para que as malandragens não ocorram e, assim, não apenas atuarem depois que a casa foi roubada!

Ass. Carmem

Reflexão Sobre Atitudes dos(as) Brasileiros-Após a Leitura Faça Seu Comentário

Olá, Amigos! Agente reclama tanto dos nossos políticos vamos fazer uma reflexão.
Um abraço,Telma

O Brasileiro é assim:

1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, e até dentadura.

5. - Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. - Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. - Viola a lei do silêncio.

9. - Compra fiado e se esconde para não pagar.

10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.

11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.

13. - Faz " gato " de luz, de água e de tv a cabo.

14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de renda para pagar menos imposto.

16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.

17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota fiscal de 20.

18. - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.

21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata.

22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. - Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.

27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que recebe das empresas onde trabalha.

28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.

29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos...

Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas...

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não? Brasileiro reclama de quê, afinal?

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!

Vamos dar o bom exemplo!

Espalhe essa idéia!

"Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos..."

Amigos!

É um dos e-mails mais verdadeiros que recebí!

A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes!

12 de nov de 2010

ELEIÇÔES 2010: INFORMATIVO GERAL E UMA BREVE ANÁLISE CRÍTICA

Passado o manipulado e conturbado processo eleitoral, informamos os dados gerais desta eleição e, ao final deste texto, comentamos, de forma breve, sobre a necessária e "tão falada" reforma política:


1) Votação obtida pelos candidatos ao governo de PE:


- EDUARDO CAMPOS: 3.450.874 (82,84%). Coligação PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSL / PSC / PR / PSDC / PHS / PTC / PSB / PRP / PC do B / PT do B;
- JARBAS: 585.724 (14,06%). Coligação: PMDB - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB;
- SÉRGIO XAVIER: 86.543 (2,08%). PV;
- EDILSON SILVA: 37.257 (0,89%). PSOL;
- FERNANDO RODOVALHO: 2.751 (0,07%). Coligação PRTB - PTN / PRTB;
- JAIR PEDRO: 2.748 (0,07%). PSTU;
- ROBERTO NUMERIANO: 0 (0,00%). PCB.
Brancos: 429.748 (8,52%)
Nulos: 207.007 (4,11%)
Válidos: 4.405.181 (87,37%)


2) Votação obtida pelos(as) candidatos(as) eleitos(as) a deputado(a) federal em PE:


* ANA ARRAES: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 387.581 (8,80%)
* EDUARDO DA FONTE: PP - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 330.520 (7,50%)
* JOAO PAULO: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 264.250 (6,00%)
* INOCENCIO OLIVEIRA: PR - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 198.407 (4,50%)
* PASTOR EURICO: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 185.870 (4,22%)
* SERGIO GUERRA: PSDB - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB 167.117 (3,79%)
* FERNANDO FILHO: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 166.493 (3,78%)
* MENDONÇA: DEM - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB 142.699 (3,24%)
* MAURICIO RANDS: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 126.812 (2,88%)
* BRUNO ARAUJO: PSDB - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB 121.383 (2,76%)
* DANILO CABRAL: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 120.871 (2,74%)
* GONZAGA PATRIOTA: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 118.999 (2,70%)
* WOLNEY QUEIROZ: PDT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 113.885 (2,59%)
* LUCIANA SANTOS: PC do B - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 105.253 (2,39%)
* RAUL HENRY: PMDB - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB 90.106 (2,05%)
* PEDRO EUGENIO: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 80.657 (1,83%)
* SILVIO COSTA: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 78.984 (1,79%)
* CADOCA: PSC - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 72.363 (1,64%)
* AUGUSTO COUTINHO: DEM - PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB 70.096 (1,59%)
* JOSE CHAVES: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 66.671 (1,51%)
* JORGE CORTE REAL: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 60.643 (1,38%)
* FERNANDO FERRO: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 58.121 (1,32%)
* ROBERTO TEIXEIRA: PP - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 55.450 (1,26%)
* ANDERSON FERREIRA: PR - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 48.435 (1,10%)
* PAULO RUBEM: PDT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 41.728 (0,95%)

3) Votação obtida pelos(as) candidatos(as) eleitos(as) a deputado(a) estadual em PE:


* PASTOR CLEITON COLLINS: PSC - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 137.157 (3,05%)
* PRESBITERO ADALTO: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 120.175 (2,67%)
* GUILHERME UCHOA: PDT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 99.953 (2,22%)
* SILVIO COSTA FILHO: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 81.280 (1,81%)
* SEBASTIAO OLIVEIRA: PR - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 79.736 (1,77%)
* JOAO FERNANDO COUTINHO: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 70.305 (1,56%)
* BETINHO GOMES: PSDB 65.792 (1,46%)
* CLODOALDO MAGALHAES: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 61.905 (1,38%)
* ANGELO FERREIRA: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 56.267 (1,25%)
* PEDRO SERAFIM NETO: PDT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 55.963 (1,24%)
* HENRIQUE QUEIROZ: PR - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 53.012 (1,18%)
* ISALTINO NASCIMENTO: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 52.955 (1,18%)
* WALDEMAR BORGES: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 52.845 (1,17%)
* AGLAILSON JUNIOR: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 52.616 (1,17%)
* ALBERTO FEITOSA: PR - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 52.615 (1,17%)
* LEONARDO DIAS: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 52.246 (1,16%)
* CLAUDIANO FILHO: PSDB 52.087 (1,16%)
* RAQUEL LYRA: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 49.610 (1,10%)
* EDSON VIEIRA: PSDB 49.338 (1,10%)
* ALUISIO LESSA: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 48.385 (1,08%)
* DANIEL COELHO: PV 47.533 (1,06%)
* SERGIO LEITE: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 45.501 (1,01%)
* VINICIUS LABANCA: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 43.870 (0,98%)
* ODACY AMORIM: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 43.104 (0,96%)
* ADALBERTO CAVALCANTI: PHS 42.751 (0,95%)
* RAIMUNDO PIMENTEL: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 42.503 (0,94%)
* MANOEL SANTOS DA CONTAG: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 42.347 (0,94%)
* JULIO CAVALCANTI: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 41.810 (0,93%)
* LAURA GOMES: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 40.962 (0,91%)
* LUCIANO SIQUEIRA: PC do B - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 40.331 (0,90%)
* TERESA LEITAO: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 39.445 (0,88%)
* TONY GEL: DEM 38.323 (0,85%)
* BOTAFOGO FILHO: PDT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 38.110 (0,85%)
* ERIBERTO MEDEIROS: PTC - PSL / PSDC / PTC / PT do B 37.230 (0,83%)
* EVERALDO CABRAL: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 36.617 (0,81%)
* DIOGO MORAES: PSB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 36.246 (0,81%)
* MARCANTONIO DOURADO: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 36.090 (0,80%)
* ISAIAS REGIS: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 35.861 (0,80%)
* ANDRE CAMPOS: PT - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 35.315 (0,79%)
* FRANCISMAR PONTES: PTB - PRB / PP / PDT / PT / PTB / PSC / PR / PSB / PC do B 34.787 (0,77%)
* MAVIAEL CAVALCANTI: DEM 34.171 (0,76%)
* ANTONIO MORAES: PSDB 33.083 (0,74%)
* MARY GOUVEIA: PHS 33.032 (0,73%)
* CARLOS SANTANA: PSDB 31.349 (0,70%)
* RODRIGO NOVAES: PTC - PSL / PSDC / PTC / PT do B 27.328 (0,61%)
* GUSTAVO NEGROMONTE: PMDB - PMDB / PPS / PMN 27.088 (0,60%)
* RILDO BRAZ: PRP 24.795 (0,55%)
* RICARDO COSTA: PTC - PSL / PSDC / PTC / PT do B 21.189 (0,47%)
* RAMOS PMN: PMDB / PPS / PMN 20.182 (0,45%)

Senadores Eleitos em PE:
Armando Monteiro› PTB 3.142.930 Eleito
Humberto Costa› PE PT 3.059.818 Eleito


4) Votação obtida pelos(as) candidatos(as) a Presidente:

No Nordeste, as nove capitais juntas têm 7,6 milhões de eleitores, o correspondente a 20,2% do eleitorado do Nordeste. Marina ficou em segundo lugar em seis capitais da região: Salvador, Fortaleza, São Luís, João Pessoa, Teresina e Recife - nesta obteve 36,7% dos votos válidos (Serra, 19,4%).

Caracterização dos votos do primeiro turno:

Votos: 111.193.747
Brancos: 3.479.340 (3,13%)
Nulos: 6.124.254 (5,51%)
Válidos: 101.590.153 (91,36%)


Caracterização dos votos do segundo turno:

Votos: 5.041.936
Brancos: 293.496 (5,82%)
Nulos: 582.543 (11,55%)
Válidos: 4.165.897 (82,62%)

Votação obtida pelos(as) candidatos(as) no primeiro turno:

DILMA: PT - PRB / PDT / PT / PMDB / PTN / PSC / PR / PTC / PSB / PC do B 47.651.434 (46,91%)
JOSÉ SERRA: PSDB - PTB / PPS / DEM / PMN / PSDB / PT do B 33.132.283 (32,61%)
MARINA SILVA: PV 19.636.359 (19,33%)
PLÍNIO: PSOL 886.816 (0,87%)
EYMAEL: PSDC 89.350 (0,09%)
ZÉ MARIA: PSTU 84.609 (0,08%)
LEVY FIDELIX: PRTB 57.960 (0,06%)
IVAN PINHEIRO: PCB 39.136 (0,04%)
RUI COSTA PIMENTA: PCO 12.206 (0,01%)


Votação obtida pelos(as) candidatos(as) no segundo turno:

* DILMA: PT - PRB / PDT / PT / PMDB / PTN / PSC / PR / PTC / PSB / PC do B 55.752.529 (56,05%)
JOSÉ SERRA: PSDB - PTB / PPS / DEM / PMN / PSDB / PT do B 43.711.388 (43,95%)


5) Composição do Executivo e Legislativo Federal e Estadual com a Eleição 2010:

Partido - Gov. - Sen. - Dep. Federal - Dep. Estadual
PMDB: 4 - 16 - 79 - 147
PT: 4 - 11 - 88 - 149
PSDB: 4 - 5 - 53 - 123
PSB: 3 - 3 - 34 - 73
DEM: 2 - 2 - 43 - 76
PMN: 1 - 1 - 4 - 22
PP : - 41 - 48
PR: - 3 - 41 - 53
PDT: - 2 - 28 - 76
PSOL: - 2 - 3 - 4

6) Candidatos(as) eleitos(as) por partido nas duas últimas eleições (2010 x 2006):

PRESIDENTE - GOVERNADOR - SENADOR - DEP. FEDERAL - DEP. ESTADUAL -* TOTAL
PARTIDO: 2010; 2006 - 2010; 2006 - 2010; 2006 - 2010; 2006 - 2010; 2006 - 2010; 2006
PMDB: -; -; / 4; 9; / 16; 3; / 79; 89; / 147; 164; / 246; 265
PT: 1; 1; / 4; 5; / 11; 2; / 88; 83; / 149; 126; / 252; 217
PSDB: -; -; / 4; 7; / 5; 6; / 53; 66; / 123; 152; / 185; 231
PSB: -; -; / 3; 3; / 3; 1; / 34; 27; / 73; 60; / 113; 91
DEM: -; -; / 2; -; / 2; 5; / 43; 5; / 76; 6; / 123; 16
PMN: -; -; /1; 1; / 1; -; /4; 3; / 22; 32; / 28; 36
PP: -; -; / -; 1; / 4; 1; / 41; 41; / 48; 53; / 93; 96
PR: -; -; / -; -; / 3; 1; / 41; 1; / 53; 2; / 97; 4
PDT: -; -; / -; 2; / 2; 2; / 28; 24; / 76; 67; / 106; 95
PSOL: -; -; / -; -; / 2; -; / 3; 3; / 4; 3; / 9; 6
PTB: -; -; / -; -; / 1; 5; / 21; 22; / 47; 50; / 69; 77
PSC: -; -; / -; -; / 1; -; / 17; 9; / 35; 26; / 53; 35
PC DO B: -; -; / -; -; / 1; 1; / 15; 13; / 18; 12; / 34; 26
PPS: -; -; /-; 2; /1; -; /12; 22; /36; 42; /49; 66
PRB: -; -; / -; -; / 1; -; / 8; 1; / 18; 3; / 27; 4
PV: -; -; / -; -; / -; -; / 15; 13; / 37; 34; / 52; 47
PT DO B: -; -; / -; -; / -; -; / 3; 1; / 20; 17; / 23; 18
PRP: -; -; / -; -; / -; -; / 2; -; / 13; 7; / 15; 7
PRTB: -; -; / -; -; / -; -; / 2; -; / 10; 8; / 12; 8
PHS: -; -; / -; -; / -; -; / 2; 2; / 7; 7; / 9; 9
PSL: -; -; / -; -; / -; -; / 1; -; / 17; 8; / 18; 8
PTC: -; -; / -; -; / -; -; / 1; 3; / 8; 6; / 9; 9
PTN: -; -; / -; -; / -; -; / -; -; / 14; 6; / 14; 6
PSDC: -; -; / -; -; / -; -; / -; -; / 8; 6; / 8; 6
PAN: -; -; / -; -; / -; -; / -; 1; / -; 8; / -; 9
PCB: -; -; / -; -; / -; -; / -; -; / -; 1; / -; 1
PFL: -; -; / -; 1; / -; -; / -; 60; / -; 114; / -; 175
PL: -; -; /-; -; / -; -; / -; 22; / -; 33; / -; 55
PRONA: -; -; /-; -; /-; -; /-; 2; /-; 6; / -; 8


7) FUNDO PARTIDÁRIO DE 2010 DESTINADOS PELA NAÇÃO BRASILEIRA AOS PARTIDOS POLÍTICOS:

Distribuição do Fundo Partidário
Fonte: CEOF/SAD/TSE
Atualizado em 26/10/2010

Duodécimos (*): Dotação orçamentária 2010: R$160.425.649,00
Multas(**): Dotação orçamentária 2010: R$40.502.584,00
Partido - * Valor(R$) - % - ** Valor(R$) - %
PSDB: 17.879.164,13 /11,14 /3.334.580,85 / 8,23
DEM: 14.186.672,15 /8,84 /2.647.905,99 /6,54
PMDB: 18.836.575,93 /11,74 /3.514.163,53 /8,68
PT: 19.392.221,79 /12,09 /3.618.520,16 /8,93
PP: 9.372.396,86 /5,84 /1.748.259,85 /4,32
PDT: 7.020.859,76 /4,38 /1.309.522,93 /3,23
PTB: 6.721.062,38 /4,19 /1.254.789,43 /3,10
PSB: 8.213.783,48 /5,12 /1.533.605,52 /3,79
PR: 6.456.579,55 /4,02 /1.191.241,01 /2,94
PC do B: 2.975.941,38 /1,86 /555.406,65 /1,37
PMN: 1.313.883,90 /0,82 /272.836,94 /0,67
PSC: 2.652.636,99 /1,65 /495.024,10 /1,22
PPS: 5.378.982,32 /3,35 /1.003.090,20 /2,48
PRP: 585.008,06 /0,36 /108.859,75 /0,27
PT do B: 641.604,87 /0,40 /128.805,06 /0,32
PTC: 1.368.619,06 /0,85 /254.967,61 /0,63
PCB: 354.326,09 /0,22 /65.776,20 /0,16
PTN: 475.621,20 /0,30 /88.360,43 /0,22
PRTB: 503.615,27 /0,31 /93.658,33 /0,23
PHS: 860.521,87 /0,54 /160.316,63 /0,40
PV: 4.942.859,51 /3,08 /922.761,53 /2,28
PRB: 476.451,46 /0,30 /93.774,59 /0,23
PSOL: 1.650.465,69 /1,03 /342.783,22 /0,85
PSDC: 446.778,49 /0,28 /81.355,30 /0,20
PSL: 526.624,66 /0,33 /97.871,91 /0,24
PCO: - /- /- /-
PSTU: 404.282,55 /0,25/ 75.024,08 /0,19
Total: 133.637.539,40 /83,30 /R$ 24.993.261,80 / 61,71
Saldo dotação: 26.788.109,60 /16,70 /15.509.322,20 /38,29
Nota 1: Distribuição referente aos duodécimos dos meses de JANEIRO A OUTUBRO/2010 Distribuição referente aos duodécimos dos meses de JANEIRO a SETEMBRO/2010 ;
Nota 2: O critério de distribuição foi definido por meio da Lei n° 11.459, de 21 de março de 2007. O critério de distribuição foi definido por meio da Lei n° 11.459, de 21 de março de 2007;
Nota 3: Do total relativo ao "Saldo Dotação" deverá ser substraída a quantia de R$ 50.501,42 (cinquenta mil quinhentos e um reais e quarenta e dois centavos) em face de sobrestamento parcial sofrido pelo PT do B, entretanto, devida ao partido em referência.


COMENTÁRIO FINAL:
- Antes da eleição do primeiro turno escrevemos neste blog um artigo que mostrava a manipulação do processo eleitoral por pesquisas que, estatisticamente falando, não representavam de fato a realidade das intenções de voto, fato este que depois foi comprovado com os resultados da eleição do primeiro turno.
- Muito se fala e se promete sobre a reforma política no País, mas, poucos sabem de fato acerca de suas implicações. Não vemos de forma educativa e cidadã, por parte dos políticos, dos cientistas políticos e das universidades (cursos de Ciências Humanas e Sociais), a discussão com a população sobre o voto distrital, os seus efeitos e a sua relação, por exemplo, com a ficha limpa e com outros fatos tais como a fidelidade partidária e a eleição de Tiririca e dos mensalões que foram eleitos a reboque da expressiva votação obtida por ele. Também não se discute as modalidades dos sistemas eleitorais existentes nos diferentes parlamentos das nações. Assim, para quem se interessar, recomendamos a leitura do livro “ O Desafio da Reforma Política – consequências dos sistemas eleitorais de listas abertas e fechada” de Cristian Klein, Editora Mauad X.
- Os tribunais eleitorais e as demais instituições da sociedade civil deveriam tomar vergonha na cara e realmente se mobilizarem de forma concreta para que de fato tenhamos o debate e as ações operacionais para a reforma política, pois como o próprio fundo partidário demonstra (isto sem falar nos salários, verbas de gabinete, etc), é muito dinheiro da nação que sai dos nossos bolsos para manter o promíscuo, corrompido, podre e viciado sistema político eleitoral brasileiro, não é mesmo?

TRABALAHADORES DO SUAS

O I Encontro dos Trabalhadores do SUAS do Estado de Pernambuco foi realizado no Auditório Antônio José Botelho, Local: SESI – Av. Av.Cruz Cabugá - n°767 - Casa da Indústria, Santo Amaro, Recife, em 28 de Outubro de 2010, das 13h as 18h. Contou com a presença de uns oitenta participantes e realizamos o diálogo sobre temas como: A Política de Assistência Social no Estado de Pernambuco, NOB SUAS 2010, Recursos Humanos, atribuições e organização política dos Trabalhadores da Assistência Social.

Elegemos os profissionais que representarão Pernambuco no Encontro Regional de Fortaleza, Ceará, nos dias 18 e 19 de novembro de 2010.

Como muita gente não teve tempo de comparecer então, tiramos alguns encaminhamentos para democratizar ainda mais a participação como um 2º Encontro depois do Regional de Fortaleza, e, antes do Nacional, para amadurecer as propostas dos profissionais que preencherão uma ficha com ítens da pauta e devolverão por via eletrônica, e, dessa forma, melhor subsidiar o Conselho Nacional de Assistência Social-CNAS na aprovação da resolução que define os Trabalhadores da Assistência Social.

Vale ressaltar que apenas os Trabalhadores, de Nível Superior, que atuam no Sistema Único de Assistência Social – SUAS no Estado de Pernambuco puderam participar deste evento, e, que o Sindicato dos Sociólogos de Pernambuco - SINSPE, se fez presente durante toda a organização do Encontro e no debate.

Rivaneide Nogueira
Articuladora/SINSPE

Semana da Consciência Negra

A próxima sessão do CineCabeça, Tradições Negras, Preconceitos Atuais, tem como objetivo fomentar a discussão sobre as heranças culturais africanas e os preconceitos raciais que ainda persistem na atual sociedade brasileira.
Durante todo o mês de novembro o Cineclube da Laia, da cidade de Camaragibe, é responsável pelas sessões do CineCabeça, e através das produções exibidas vai celebrar e debater o mês da Consciência Negra.
Programação (dia 13/11 às 14h, no Cinema São Luiz)
Aruanda (22 min/1960/PB/Direção: Linduarte Noronha)
A história de um quilombo, formado em meados do século XIX, por escravos libertos no sertão da Paraíba. O filme, da mesma época da inauguração de Brasília, mostra uma pequena população, isolada das instituições do país, presa a um ciclo econômico trágico e sem perspectivas, variando do plantio de algodão à cerâmica primitiva. O curta é considerado um dos precursores do Cinema Novo.
Carolina (15 min/ 2003/SP/Direção: Jeferson De)
Brasil. Final dos anos 50. Carolina de Jesus escreve seu diário. Dentro de seu barraco ela denuncia a fome, o preconceito e a miséria. Publicada, torna-se um sucesso editorial, sendo editada em 13 línguas. Apesar do reconhecimento imediato e explosivo, a “exótica” mulher negra e ex-favelada falece pobre. Passadas algumas décadas, as palavras de Carolina continuam a ser uma denúncia contra a miséria em que se encontram milhões de pessoas.
Yalorixás do Recife (1996/ 25 min/PE/Direção: Lia Menezes)
O vídeo aborda a importância de yalorixás como Dona Santa, Dona Badia, Dona Madalena, Dona Biu do Xambá, Dona Nize Beltron e Dona Rosa Belarmina para a permanência dos cultos no Estado de Pernambuco.
Babalorixá Mário Miranda,Maria Aparecida no Carnaval (1974/ PE/Direção: Jomard Muniz de Brito e Carlos Cordeiro)
Retrato bem-humorado do babalorixá Mário Miranda, que fala sobre sua vida no candomblé e entre outras coisas, conta que no Carnaval se veste de Maria Aparecida.
Após a sessão, debate com os realizadores Lia Menezes (rpesquisadora e produtora cultural) e Jomard Muniz de Brito (filósofo pop, poeta, performer e agitador cultural).
O cineCabeça, projeto que acontece em todas as tardes do sábado no Cinema São Luiz, tem como objetivo fomentar e difundir a prática do cineclubismo em Pernambuco através da exibição de filmes nacionais e conseqüente realização de discussões. O cineCabeça integra o programa Células Culturais nas Escolas/Pacto pela Vida, é coordenado pela FUNDARPE, em parceria com o Programa CinEscola, o Centro de Atitudes e a Federação Pernambucana de Cineclubes (Fepec).

11 de nov de 2010

PROFESSORES E SOCIÓLOGOS

É chegada a hora de nos apoderarmos desta ferramenta chamada internet e sermos mais incisivos nas campanhas pelos nossos direitos. As eleições de 2010 demonstraram como ela pode ser usada numa campanha que atinge não só o território nacional mais abrangem o mundo inteiro. Vamos começar uma campanha de valorização não só dos sociólogos mas também dos professores.Eu acredito que é chegada a hora da educação e dos profissinais da educação principalmente dos professores. E a meta é valorize o profissional da educação pagando o maior salário do Brasil para um(a) professor(a).
Ao incentivar o profissional mais bem pago do país vai chover de mentes evoluídas e os melhores profissionais e mais bem capacitados do Brasil desejarão ser professores.

6 de nov de 2010

Encontro de Filosofia e Sociologia

















O SINSPE PARTICIPOU DO 3º ENCONTRO ESTADUAL DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA - O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA FILOSOFIA E SOCIOLOGIA NA REDE ESTADUAL, PROMOVIDO PELO SINTEPE. NO ENCONTRO FOI DEBATIDO AS DIFICULDADES DA IMPLEMENTAÇÃO DAS DISCIPLINAS NO ESTADO DE PERNAMBUCO. FOI CRIADO O FÓRUM PERMANENTE DE ESTUDOS DO ENSINO DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA.

No Encontro foi discutido as precárias condições que diariamente enfrentam estes profissionais.

3 de nov de 2010

POLÍTICA, NARCOTRÁFICO E TERRORISMO: UMA TRÍADE QUE ANDA DE BRAÇOS ENTRELAÇADOS NO MUNDO

Farc fazem hoje mesmo mal que ditadura fez a Dilma, diz Ingrid. Ex-refém das Farc está em São Paulo para lançar livro de memórias.
'Há interesses para que eu não volte a ser política', disse colombiana ao G1.
Giovana Sanchez Do G1, em São Paulo

03/11/2010 16h22 - Atualizado em 03/11/2010 19h10




Ingrid Betancourt veio a São Paulo lançar livro de memórias (Foto: Daigo Oliva/G1)

Ela tem um olhar profundo e uma voz doce. A aparência de Ingrid Betancourt engana: quem vê seu rosto delicado não diz que é a mesma mulher que ficou seis anos e meio vivendo na selva, presa como refém de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Dois anos depois de sua libertação pelo Exército, a ex-candidata à Presidência e mãe de dois filhos faz uma viagem por vários países para lançar seu livro de memórias: 'Não há silêncio que não termine' (Ed. Companhhia das Letras).
Em sua passagem por São Paulo, ela falou ao G1 sobre política, vida pessoal e as lições que tirou do sequestro. Disse ter gostado da eleição de Dilma Rousseff para a Presidência - cargo ao qual concorria, na Colômbia, quando foi sequestrada, em 2002. "Penso que é uma mulher muito complexa, que tem muitas facetas, obviamente de êxito profissional, mas também é uma pessoa que sofreu na ditadura, e portanto acho que deve valorizar infinitamente os direitos humanos e o valor da democracia."
Veja a entrevista com a franco-colombiana Ingrid Betancourt:
G1 - Por que você decidiu escrever o livro só dois anos depois de sua libertação?
Ingrid Betancourt - Porque não pude escrever antes. Não tinha a estabilidade emocional para sentar e escrever direto. Comecei oito meses depois da minha libertação. E me levou muito tempo para escrever, mais do que havia previsto. Me tomou um ano e meio. Então foi um processo longo e difícil.
G1 - Você mantém alguma relação com os outros reféns libertados?
Betancourt - Falo com praticamente todos. Há um ou dois com quem não falei, mas falo muito frequentemente, quase todos os dias, com muitos deles.
G1 - Eles estão bem? Passaram pelo mesmo processo que o seu?
Betancourt - Sim, estão bem. Por processos um pouco diferentes, porque meus companheiros escreveram seus livros quando saíram, e eu decidi esperar passar um tempo, deixar decantar o que estava sentindo para poder ter mais perspectiva sobre o que queria escrever. Eu ainda não tenho um lugar onde viver, ainda vivo de malas. Eles já estão instalados, têm suas casas, suas vidas já organizadas.
G1 - Como é sua segurança? Você faz algo que não fazia antes?
Betancourt - Digamos que há reflexos de segurança que adquiri. Tenho mais consciência de quem está ao meu redor, trato de olhar quem está perto e reajo muito diretamente frente a eventos que não me parecem normais, digamos. Não sei se é trauma ou se é prudência.
G1 - Como foi a relação com seus filhos na sua volta? Você os deixou pequenos e os encontrou adultos...
Betancourt - Foi um choque, obviamente. Um choque de felicidade, primeiro.
G1 - O que mudou na relação?
Betancourt - Tudo mudou. Tudo mudou porque tinha filhos que levava ao colégio, comprava coisas no mercado, me encarregava que fossem para cama a certa hora, se estavam doentes tinha que chamar o médico. Hoje em dia são adultos, então a vida é diferente. Porque é um espaço que eles me concedem em suas vidas. Digamos que no começo foi um pouco difícil para eu aceitar isso. Que não era eu quem definia o tempo que estávamos juntos, mas eles.
G1 - E como está tudo agora?
Betancourt - Tem sido interessante, pois, no começo, voltar a criar o espaço para ser mãe em suas vidas foi algo que não foi evidente, porque eles viviam sem mãe, eles não tinham um espaço para uma mãe. [...] Tinham a necessidade afetiva, mas na distribuição do tempo não havia espaço para mim. Tive que voltar a construir esse espaço, a necessidade do diálogo, os reflexos de comunicação, e voltar a construir uma comunicação sã, [...] em que pudéssemos nos ajudar e nos amar de uma maneira construtiva.
Havia momentos de conflito, porque tínhamos que nos sintonizar. Me lembro por exemplo quando recebi o ‘Blackberry’ e pensei: bom, agora posso falar com eles o tempo todo. E eles não me ligavam. Eu ligava, mandava mensagem e eles não me respondiam. Então um dia falei com Lorenzo e disse: ‘bom, eu queria que me ligasse umas duas vezes por dia para saber onde anda’. Ele disse ‘não vou te ligar, não tenho tempo, estou com meus amigos, minha vida, tenho minha vida, não posso ficar te ligando’. Isso para mim foi um choque muito duro.
E depois entendi que tinha razão. A normalidade da relação é de que ele tenha sua vida e não ficasse pensando que teria que me ligar. E me parece que isso é são, então é um processo de adaptação.
Ingrid Betancourt ficou mais de seis anos em poder da guerrilha colombiana.
G1 - Por que você desistiu de ser política? Com que deseja trabalhar agora?
Betancourt - Desisti da política na Colômbia, porque me parece que a política na Colômbia extrai o pior do ser humano, não o melhor. E eu quero estar em contato com o melhor do ser humano.
G1 - E por que traz o pior?
Betancourt - Porque a política é uma luta de poder, e nessa luta os instintos básicos, e não os melhores, são os que afloram.
G1 - Mas isso é só na Colômbia ou em todos os lugares?
Betancourt - Creio que por todos os lados. Na Colômbia está um pouco exacerbado por toda violência, pela corrupção. Há um culto à mentira. Há um grande cinismo. E penso que também há uma complacência no ‘status quo’.
G1 - Por parte de quem?
Betancourt - Por parte da diligência, creio que não são sensíveis à dor alheia, e eu diria que de parte da população que vive numa bolha, os colombianos que vivem nas cidades, que vivem como na Europa ou nos EUA, com tudo o que necessitam, com acesso a tudo, um pouco como aqui em São Paulo.
Mas, na Colômbia se nega a existência dos que não têm. E é muito particular com a Colômbia, porque vejo que nos outros países, por exemplo aqui há debate sobre o que está ocorrendo. Mas na Colômbia, se alguém diz ‘há esses problemas’, imediatamente dizem que está falando mal do país, afetando sua imagem, fazendo mal à Colômbia.
G1 - E foi isso que aconteceu com você?
Betancourt - O que acontece comigo e com várias outras pessoas. Mas acho que comigo a situação é pior ainda. Porque creio que se deram condições nas quais houve uma explosão de ódio contra mim e me trataram como uma criminosa. Não trataram Pablo Escobar como me trataram.
'Desisti da política na Colômbia, porque me parece que a política na Colômbia extrai o pior do ser humano, não o melhor', disse Ingrid (Foto: Daigo Oliva/G1)
G1 - Por que você acha que isso aconteceu?
Betancourt - Porque na Colômbia há interesses para que eu não volte a ser política. Acho que isso está muito claro.
G1 - E com que você quer trabalhar agora?
Betancourt - Quero trabalhar com pessoas que posso ajudar. Gostaria de continuar escrevendo. Gostei desse exercício de escrever. Gostaria de ensinar e aprender. E adiantar outros projetos que tenho na vida. Agora o mais importante é a reconstrução da minha própria vida.
G1 - O que você achou da eleição da primeira mulher à Presidência no Brasil, Dilma?
Betancourt - Gostei muito. Devo confessar que gostei muito. Por muitas razões. Obviamente, porque é uma mulher, mas não só por isso. Mas porque é ela. Penso que é uma mulher muito complexa, que tem muitas facetas, obviamente de êxito profissional, mas também é uma pessoa que sofreu na ditadura, e portanto acho que deve valorizar infinitamente os direitos humanos e o valor da democracia.
E é muito interessante porque foi uma pessoa muito de esquerda, mas chega à Presidência democraticamente. Creio que isso, espero, que contribua para o distanciamento das Farc. E que finalmente o Brasil entenda que as Farc são um grupo terrorista que está fazendo mal. O mesmo mal que fizeram a ela na ditadura, que fez com que fosse vítima, torturada, é o que estão fazendo, pelos mesmos motivos ideológicos, com o mesmo extremismo, mas de um ponto oposto no espectro político, é o que estão fazendo as Farc. Então acho que é muito importante que nos posicionemos pela democracia, contra o terrorismo, seja de onde venha, do Estado ou da subversão.
G1 - Na campanha brasileira, houve acusações de que o Partido dos Trabalhadores, da presidente eleita, tinha relações com as Farc. Você reconhece alguma relação?
Betancourt - Não sei nada dessa relação, mas sei que existe no mundo. Houve uma complacência com as Farc. As Farc fizeram uma diplomacia muito ativa durante muitos anos. Me lembro que, quando sequestrada, uma coisa que me doeu muito foi quando o partido comunista francês recebeu uma delegação das Farc em uma das assembleias. Isso para mim foi muito violento, porque é dizer: estão nos torturando, nos estão fazendo muito mal e eles estão os recebendo como uma organização política.
Acredito que as Farc têm que sentir a pressão do mundo, porque eles têm jogado esse jogo duplo, de ser políticas para alguns e de ser narcotraficantes e terroristas em seu atuar. Acredito que o mundo tem que colocar um freio nisso. Ou você é político e tem uma consciência política e tem uma ética política e não se permite cruzar umas fronteiras. Acho que é importante colocar fim a essa filosofia de que os fins justificam os meios. Os fins não justificam os meios. Ao contrário. [...] Porque as Farc estão sequestrando, porque as Farc estão se financiando com o trafico de drogas e se tornaram traficantes de drogas terroristas. [...] E eu espero de Dilma que tenha, como mulher, como vítima, como democrata, como tudo o que nós vemos nela, que tenha a força de apresentar regras do jogo diferentes.
'Tenho mais consciência de quem está ao meu
redor e reajo muito diretamente frente a eventos
que não me parecem normais'
G1 - Você chegou a conhecer a jovem holandesa Tanja Nijmeijer, que entrou para as Farc? Por que você acha que jovens como ela se juntam à guerrilha?
Betancourt - Não a conheço, então não sei quais foram seus motivos. Mas penso que há jovens que têm a visão romântica das Farc. Não são a maioria dos jovens que ingressam. A maioria são ‘raspachines’, que são, na Colômbia, os camponeses que trabalham com a coca, a colhem e raspam para misturar com os produtos químicos e fazer a pasta de cocaína. Mas, obviamente, estão sujeitos a perseguição dos militares, da policia, estão sujeitos a abusos e a outros tipos de violência. Então, para eles, entrar para as Farc é como uma promoção social. [...] As meninas que ingressam em sua maioria são prostitutas ou meninas que não querem ser prostitutas. Casos como dessa menina são exceções, digo, de pessoas que têm tudo e que entraram para a guerrilha. Provavelmente a enganaram.
G1 - Que lição você tirou de tudo isso para sua vida pessoal?
Betancourt - Lembro quando estava presa em uma árvore – e foi um momento muito preciso porque lembro que estava chovendo – e havia pedido ao comandante que me deixasse ficar na barraca com meus companheiros, e ele não me autorizou. Eu tinha pedido que me soltasse para ir ao banheiro e ele me olhou feio e disse: ‘faça aí, na minha frente ‘. Nesse momento eu pensei ‘perdi tudo’, meus filhos, minha vida, minha mãe. Meu pai que estava morto parecia estar mais perto de mim do que todos os demais.
[...] Mas depois pensei ‘não, não tinha perdido tudo’. Havia algo que eu não tinha perdido, e era a decisão que podia tomar de dizer que tipo de pessoa eu quero ser. E eu não quero ser como eles. Não quero ser uma pessoa que mata outro para obter a liberdade, não quero ser alguém que odeia, não quero ser uma pessoa que saia da selva, se um dia sair, com rancor, sede de vingança. Pensei: eu posso definir isso.
E hoje em dia, quando tenho a liberdade de tudo, sigo sentindo que o mais importante é isso. E essa liberdade de definir quem se quer ser é uma liberdade que não se dá nas grandes decisões da vida, mas nos pequenos detalhes, em cada momento. Na maneira como uma pessoa dispõe de seu tempo. Porque acredito que o maior presente que uma pessoa pode dar a outra é seu tempo. Então é no amor que se coloca nas relações com os demais, no trato com os demais. Enfim, não acho que uma pessoa seja capaz de mudar o mundo, mas é possível mudar o próprio mundo, o seu interior, e quando mudamos o nosso interior, estamos mudando o mundo.

Fonte: G1-Globo

2 de nov de 2010

DILMA, Primeira Mulher Presidente do BRASIL

Queridos amigos internautas

Super feliz por todos nós termos elegido a primeira mulher presidente do Brasil. Sempre resisti de tratar LULA como o primeiro Presidente operário do Brasil porque ele sempre foi mais do que isto, foi nosso primeiro presidente de esquerda de fato um representante do povo no poder. Fez durante seus oito anos de mandato um Brasil para os brasileiros todos nós nos sentimos contemplados neste governo do PT e de sua coligação. Portanto, não foi a toa ele vivenciar dois mandatos e sair ovacionado pelo povo brasileiro, e apesar de toda mídia poderosa deste país tentar minar sua candidatura e a de Dilma ele conseguir este terceiro mandato indireto é a maior prova que ele agradou ao povo brasileiro e nós com muita fé e esperança estamos apostando em Dilma para um grande governo e que ela não faça um governo sexista favorecendo só as causas femininas mais um governo para todos, e que este governo de uma mulher seja feminino e forte, amoroso e firme como são as ações das mulheres. Boa sorte a você Dilma e a todos nós, o povo brasileiro. DILMA LÁ BRILHA UMA ESTRELA...DILMA LÁ CRESÇE A ESPERANÇA...SEM MEDO DE SER FELIZ...A VERDADE GANHOU DA MENTIRA!

28 de out de 2010

UM DIA SEM GLOBO - A GLOBO TE FAZ DE BOBO

Não foi escondido o apoio que alguns órgãos de comunicação deram a candidatura Serra e a farsa baixo nível no caso da bolinha de papel a Globo forjou um outro objeto no local falso onde Serra já esquecido da bolinha de papel finge uma dor. Diante da baixaria da campanha Serra existe um grupo na internet proclamando a sua adesão para no dia 01.11.2010 ficarmos das 07:00 às 21:00 horas sem assistirmos a Rede Globo . Sei que para muitos serão um sacrifício ficar sem as melhores novelas, mas vamos lá gente é por uma causa muito nobre. Eles trataram o povo brasileiro como um bando de lunáticos, desmemoriados e burros. O que sem sombra de dúvida não somos. Pelo Brasil e os brasileiros vamos aderir a este protesto.UM DIA SEM A REDE GLOBO (01.11.2010)de 07:00 até as 21:00Um beijo a todos e Rumo a Vitória: É 13 É DILMA.

18 de out de 2010

ONU: CRIME ORGANIZADO GERA US$ 119 BI POR ANO NO MUNDO

O crime organizado gera cerca de 119 bilhões de dólares por ano no mundo, sendo o tráfico de drogas o mais lucrativo, informou nesta segunda-feira o Escritório das Nações Unidas de luta contra o narcotráfico e o crime organizado (UNODC).
O crime organizado aumentou "até tomar proporções mundiais", declarou o diretor da UNODC Yuri Fedotov em um comunicado difundido por ocasião da abertura da reunião da Convenção de Palermo contra o Crime Organizado.
A cocaína e a heroína rendem 105 bilhões de dólares por ano, segundo um relatório anual da UNODC, sediado em Viena.
O tráfico de seres humanos, imigrantes ou profissionais do sexo gera para as organizações criminosas quase 10 bilhões de dólares.
Novos tráficos estão se desenvolvendo, como o comércio ilegal de recursos naturais (3,5 bilhões de dólares), contrabando de medicamentos (1,6 bilhões de dólares), ou a cibercriminalidade (1 bilhão de dólares).
Segundo Fedotov, a Convenção de Palerma, que visa a facilitar a cooperação entre polícia e justiça para lutar contra o crime organizado, é um instrumento poderoso, mas não utilizado suficientemente.
"Nós temos também necessidade de uma resposta global que reforça a resistência ao crime organizado em seus locais de origem, ao longo das rotas do tráfico e nos destinos finais dos bens ilegais", declarou ainda Fedotov.
Os 157 Estados que ratificaram a Convenção de Palerma de luta contra o crime organizado transnacional, adotada em 2000, se reunirão até a sexta-feira em Viena para fazer um balanço da aplicação deste acordo.

FONTE: Terra Notícias.


COMENTÁRIO: Apenas investigar e relatar não adianta... Se quisessem realmente resolver o problema já teriam resolvido, começando pela liquidação dos vergonhosos paraísos fiscais que fazem a lavagem (legalização) destes recursos financeiros com diversas instituições da sociedade (governamentais e não governamentais). Infelizmente, a hipocrisia é ainda um dos maiores defeitos de caráter e práticas da humanidade...

EMIRADOS ÁRABES E A QUESTÃO DE GÊNERO


Emirados: homem pode bater na mulher, mas sem deixar marcas!!!!!!!

A Suprema Corte dos Emirados Árabes Unidos ditou que um homem pode bater em sua mulher ou seus filhos menores desde que não deixe marcas físicas de sua agressão, informou um jornal local nesta segunda-feira.
Em uma decisão publicada no domingo, a Corte julgou que "um homem tem o direito de castigar sua mulher e seus filhos na condição de que não deixe sinais físicos nos corpos", segundo o jornal The National em sua edição online.
"Apesar de a lei permitir ao marido exercer seu direito (ao castigo), ele deve respeitar os limites deste direito", escreveu o presidente da Corte, o juiz Falah Al-Hajeri.
A Corte, que julgava um caso de violência familiar, estimou que um homem violou seu direito - de acordo com a sharia (lei islâmica) - já que castigou muito severamente sua esposa, ferida no lábio superior e nos dentes, e que sua filha de 23 anos era muito adulta para este tipo de castigo, segundo o jornal.
FONTE: Terra Notícias.
COMENTÁRIO: É triste e vergonhoso vermos ainda em pleno século 21, culturas milenares, que experimentaram e experimentam até hoje influências civilizatórias de diferentes culturas (helenística, cristã, etc) vivendo ainda em estágio de barbárie, com idéias e violências de gênero ainda da idade da pedra sendo legitimadas, legalizadas e sacramentadas pela "Suprema Corte" destes países...!!!!!!!!!!!!!!
* Onde estão os Direitos Humanos que no Brasil e no mundo só fazem mais criticar os maus tratos com os criminosos e as ações de guerra das superpotências ???????????????

17 de out de 2010

A DIFÍCIL UNIÃO ENTRE OS POVOS E NAÇÕES E A PROBLEMÁTICA AQUISIÇÃO DOS DIREITOS DE CIDADANIA PELOS IMIGRANTES!


- É bastante interessante refletir sobre as consderações da Chanceler Alemã (Ângela Merkel) sobre a sua declaração de que "a sociedade multicultural na Alemanha fracassou".
a publicação do referido artigo abaixo:

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou neste sábado que os esforços de seu país para construir uma sociedade multicultural "fracassaram completamente".
Em uma reunião com as lideranças jovens seu partido (a União Democrata Cristã (CDU), Merkel disse que a ideia de pessoas de origens culturais diferentes vivendo lado a lado pacificamente não está funcionando na Alemanha.
Segundo a chanceler, o Islã já faz parte da Alemanha, mas os imigrantes precisam se esforçar mais para se integrar, incluindo aprender o idioma alemão. "O importante agora é saber como lidar com essa questão. E a integração é algo crucial, porque o número de jovens no nosso país com origens estrangeiras está crescendo", afirmou Merkel.
Ela citou o exemplo de Frankfurt, onde duas em cada três crianças abaixo de 5 anos são estrangeiras ou de descendências não-alemã.
Estratégias ineficientes
"No início dos anos 60, nosso país chamou os trabalhadores estrangeiros para vir para Alemanha. E agora que eles vivem aqui, nós costumávamos brincar, dizendo 'eles não vão ficar, cedo ou tarde eles vão embora'. Mas essa não é a realidade", disse a presidenta.
"E é claro que a maneira que estamos tentando construir uma sociedade multicultural e viver lado a lado uns dos outros... Essa estratégia fracassou, fracassou completamente", disse Merkel, lembrando que as políticas ineficientes dos últimos 30 ou 40 anos não serão corrigidas facilmente.
Segundo a rede alemã Deutsche Welle, a afirmação da chanceler foi uma reação ao discurso de Horst Seehofer, líder do partido União Social Cristã (CSU). Na sexta-feira, ele havia dito que seu partido era contra a integração com estrangeiros e seus descendentes: "O multiculturalismo está morto".
Há uma semana Merkel se reuniu com o premiê da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e ambos se comprometeram a ampliar os esforços para melhor integrar na sociedade alemã os 2,5 milhões de turcos que vivem no país.


A chanceler Angela Merkel exigiu neste final de semana dos imigrantes que aceitem os valores da Alemanha, intervindo no debate sobre a integração que vem dividindo o país há semanas. Ela enterrou o modelo de uma Alemanha multicultural onde coabitariam harmoniosamente culturas diferentes: "a visão de Multikulti" - "de vivermos lado a lado e nos alegrarmos com isso" - "fracassou, fracassou totalmente", disse Merkel durante pronunciamento para as Juventudes Conservadoras.
Segundo Merkel, os imigrantes devem se integrar e adotar a cultura e os valores alemães: "sentimo-nos ligados a valores cristãos. O que não aceitar isto não tem lugar aqui". "Subvencionar os imigrantes" não basta, a Alemanha tem o direito "de fazer exigências" em relação a eles, prosseguiu, citando como exemplo o domínio do idioma e a não existência de casamentos forçados.
Para favorecer a integração, o governo acaba de decidir financiar a formação completa de líderes religiosos, os imãs, nas universidades alemãs. A maior parte vem hoje da Turquia, com um parco conhecimento do alemão. O próprio presidente turco Abdullah Gül exortou seus compatriotas, que formam a maior comunidade estrangeira na Alemanha, a aprender a "falar fluentemente, sem sotaque" a língua de Goethe.
Merkel afirmou, no entanto, que a imigração era necessária devido à falta de mão de obra qualificada (400 mil pessoas, segundo a Câmara de Comércio e Indústria), ao mesmo tempo em que alguns conservadores gostariam de fechar essa válvula. Ela acrescentou que "o Islã faz parte da Alemanha", retomando uma fórmula recente do presidente Christian Wulff (do partido CDU) que causou indignação em uma parte dos cristãos-democratas (CDU-CSU).
Merkel, cuja coalizão conservadora-liberal está em queda livre nas pesquisas, com a aproximação das seis eleições regionais em 2011, tenta reunir tendências divergentes de seu partido e voltar a mobilizar os eleitores, comentava a mídia alemã. "Merkel integra as opiniões dos líderes Seehofer e Wulff", considerava a revista Focus. Horst Seehofer, líder da CSU bávara que corteja os votos mais à direita, vinha dizendo desde sexta-feira que "a Multikulti morreu".
A Alemanha não "tem mais necessidade de imigrantes de países de culturas diferentes como os turcos e os árabes" para os quais é "mais difícil" a integração, havia dito. A chanceler decidiu, então, intervir num debate que inflama o país, estimam analistas.
A Alemanha está em ebulição desde a publicação neste verão por um funcionário de alto escalão do Banco Central, Thilo Sarrazin, de um panfleto segundo o qual o país "embrutece" sob o peso dos imigrantes muçulmanos. Seu livro, "a Alemanha se desfaz" (numa tradução livre), tornou-se um sucesso. Uma avalanche de pesquisas mostram que a maioria dos alemães aprova as teses de Sarrazin.
Um estudo mostra mais de 50% dos alemães tolerando mal os muçulmanos que, com 4 milhões de pessoas, representam cerca de 5% da população. Mais de 35% estimam que a Alemanha "submerge" em relação aos estrangeiros e 10% acham que deveria ser dirigida "com mão firme" por um "Führer". O secretário-geral do Conselho central de judeus da Alemanha, Stephan Kramer, preocupa-se com o que chamou de um debate "desmesurado, hipócrita e histérico" numa sociedade alemã que, segundo ele se radicaliza.
"Oito semanas transcorreram apenas desde a publicação, por Sarrazin, de sua tese de declínio, e mais o debate prossegue, mais o nível baixa", comentava domingo a revista Der Spiegel.

FONTE: Terra Notícias.

16 de out de 2010

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DO BLOG CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

O Blog Ciências Sociais e Humanas possui a seguinte política de privacidade:

1)
Contribuições do Usuário: As contribuições do usuário são agregadas e disponíveis publicamente, sendo automaticamente publicadas quando o(a) autor(a) posta algum artigo;
2) Ao final de cada postagem aparecerá de forma automática o(a) autor(a) da postagem;
3) Em cada postagem quando o artigo não for de autoria do(a) associado(a) do Blog, o(a) autor(a) deve citar a fonte (autor ou agência de notícia) da respectiva postagem;
4) Em caso de postagens que tenham por motivação o posicionamento filosófico-epistemológico, conceitual, político-partidário ou religioso, tais posicionamentos devem estar pautados no respeito mútuo, no princípio da não ofensa, no direito de resposta e na liberdade de concordância ou não dos posicionamentos colocados pelos(as) autores(as) dos artigos postados e das respostas colocadas como comentários ou debates;
5) Qualquer página editável pode ser teoricamente o local para uma discussão a qual pode ser feita no módulo comentário (disponivel automaticamente como link logo abaixo da postagem) ou com outro artigo postado por outros(as) autores(as);
6) O Blog Ciências Sociais e Humanas não se responsabiliza por quaisquer artigos postados pelos(as) autores(as) e nem pelos posicionamentos ideológicos, respostas e comentários em relação às mensagens postadas.

14 de out de 2010

POLÍTICA, JUSTIÇA E GENOCÍDIO

A discussão sobre os assassinatos em massa iniciada de forma decisiva no século XX teve avanços importantes, mas ainda representa um desafio para as nações de todo o mundo.

O assassinato em massa de seres humanos, em momentos de paz ou de guerra, está presente em muitos momentos da história humana. Ele foi praticado por antigos imperadores romanos e esteve presente na conquista do continente americano, na Era Moderna, fruto de contínuas invasões orquestradas pelo colonizador europeu.No século XX, os assassinatos em massa parecem se intensificar: o massacre dos armênios (1915), a execução dos judeus (1933-1945), as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaky (1945), as barbáries de Ruanda (1994) e Kosovo (1999) são alguns exemplos de como a civilização esteve à beira do colapso humanista.

A onda galopante de intolerância e a violência observada nos últimos anos, felizmente, não foi naturalizada pela sociedade que os cometeu. Um primeiro esforço para a compreensão desses atos no século XX foi a invenção do termo genocídio por Rafael Lemkim, um judeu-polonês refugiado do nazismo, durante a Segunda Guerra Mundial. O conceito desenvolvido por Lemkim para descrever o assassinato de grupos humanos inteiros foi encampada pelas autoridades e deu início a uma grande discussão em torno do assunto.

Já no Tribunal de Nuremberg, criado para julgar os crimes nazistas, o termo “genocídio” havia sido incluído no processo, embora apenas como termo descritivo e não jurídico. No Brasil, o crime de genocídio foi reconhecido e punido pela Lei N.2.886, de 1-10-1956, e nos artigos 208, 401 e 408 do Código Penal Militar. A criação deste termo, entretanto, foi apenas um primeiro passo para o enfrentamento da questão. Outro passo seria dado em 1948, quando as Nações Unidas aprovaram a Convenção de Genocídio e a Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo a Convenção das Nações Unidas para a Prevenção e Repressão ao Crime de Genocídio entrado em vigor em 12 de janeiro de 1951, depois de ratificada por mais de 20 países.

Segundo a Comissão do Direito Penal, cumprindo determinação da Assembléia Geral da ONU, formulou alguns princípios, dentre os quais distingue: Crimes contra a paz; Crimes de guerra e Crimes contra a humanidade.

a) CRIMES CONTRA A PAZ: (I) Planejamento, preparação, iniciação ou prosseguimento de guerra de agressão, ou uma guerra em violação de tratados, acordos ou garantias internacionais; (II) Participação em um plano comum ou conspiração para a realização ou garantias internacionais;

b) CRIMES DE GUERRA: Violação de leis e costumes da guerra compreendendo, mas não se limitando ao assassinato, maus-tratos ou deportação para trabalhos forçados ou para qualquer outro fim, das populações civis de/ou em territórios ocupados, assassinato ou maus-tratos de prisioneiros de guerra, de pessoas no mar, execução de reféns, pilhagens de propriedade pública ou privada, destruição sem motivo de cidades, vilas ou aldeias, ou devastação não justificada por necessidade militar.

c) CRIMES CONTRA A HUMANIDADE: Assassinato, exterminação, redução da escravidão ou qualquer outro ato desumano cometido contra populações civis, ou perseguições por motivos políticos, raciais ou religiosos, quando estes atos ou tais perseguições são cometidos em execução ou conexão com qualquer crime contra a paz ou qualquer crime de guerra.

A maior discussão destes conceitos no século XX e XXI contribuiu muito para o desenvolvimento dos direitos humanos no âmbito global. Muitos desafios, contudo, continuam existindo. Muitos genocídios e crimes contra a guerra continuam sendo cometidos por superpotências mundiais, tendo os tribunais internacionais encontrado grandes dificuldades para punir os líderes desses países, que não reconhecem e não ratificam os acordos firmas entre outras dezenas, às vezes centenas, de países.

No sentido de envidar esforços para uma melhor concepção de termos como genocídio, que vem sendo cada vez mais vulgarizado por seus múltiplos usos e abusos políticos, o Café História preparou uma lista de cinco sites que podem ajudá-lo a refletir sobre este tema tão importante e também a buscar mais informações. São estes sites:

FONTE: Café História
http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/arquivo-cafe-historia-98


CENTER FOR INTERNATIONAL DEVELOPMENT AND CONFLICT MANAGEMENT
www.cidcm.umd.edu

EUROPEAN NETWORK OF GENOCIDE SCHOLARS
www.enogs.com

HUMAN RIGHTS WATCH
http://www.hrw.org/hpg

TRIBUNAL PENA INTERNACIONAL PARA A EX-IUGULSÁVIA
http://www.un.org/icty/index-f.html

TRINUNAL PENAL INTERNACIONAL PARA RUANDA
http://www.ictr.org/index.htm

13 de out de 2010

1/3 DAS MULHERES SÃO FORÇADAS A TEREM RELAÇÕES SEXUAIS, SEGUNDO DADOS DA ONU

Um terço das mulheres do mundo já foi ou é constantemente surrada, abusada ou forçada a manter relações sexuais por um companheiro ou um membro da família, alertou nesta terça-feira uma alta funcionária da ONU.
Zou Xiaoqaio, vice-presidente do Comitê para a Eliminação da Discriminação Contra as Mulheres, disse que a violência sexual só aumenta no mundo, apesar das campanhas da ONU e de outras organizações para combatê-la.
"Pelo menos uma em cada três mulheres já foi surrada, coagida a fazer sexo ou abusada de alguma outra maneira, geralmente por um companheiro íntimo ou por um membro da família", indicou Zou, citando dados de um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a População.
"As mulheres continuam sendo estupradas e vítimas de outras formas de violência sexual com impunidade em todo o mundo", destacou - afirmando que, em alguns países, as acusações de estupro podem ser invalidadas se o agressor aceitar se casar com a vítima.
"Mulheres e meninas continuam sendo vendidas para o sexo em todo o mundo. Dois milhões de meninas entre cinco e 15 anos entram para o mercado sexual a cada ano", advertiu.
Ainda de acordo com o relatório, entre os 186 países que assinaram a Convenção para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, de 1979, são poucos os exemplos de governos que de fato implementaram medidas para ajudar as mulheres de maneira efetiva. Estados Unidos, Irã e Sudão são os únicos três países que ainda não assinaram a convenção, lembrou Zou.

FONTE: Terra Notícias
COMENTÁRIO: E ainda chamam esta nossa era pós-moderna de mundo civilizado!!!!!!!!!!!

11 de out de 2010

RELATÓRIO DE 2010 DESTACA GRANDE NÚMERO DE PESSOAS COM FOME EM 25 PAÍSES

WASHINGTON, 11 Out 2010 (AFP) -A pobreza, os conflitos e a instabilidade política são responsáveis por um bilhão de pessoas com fome no mundo, muitas delas crianças na África e Ásia, destaca o relatório do Índice Global de Fome divulgado nesta segunda-feira.
Dos 122 países incluídos no estudo, 25 têm níveis considerados "alarmantes" de fome, e quatro nações da África registram números "extremamente alarmantes", destaca o relatório anual do Instituto Internacional de Pesquisas de Políticas de Alimentação (IFPRI, na sigla em inglês), da Concern Worldwide e do Welthungerhilfe.
A República Democrática do Congo (RDC) é o país em pior situação, com 75% da população subalimentada. A RDC também tem uma das maiores taxas de mortalidade infantil do mundo, revela o documento.
Três fatores foram utilizados para calcular o Índice Global de Fome (GHI, na sigla em inglês): a proporção de pessoas subalimentadas em um país, a prevalência do baixo peso nas crianças e a mortalidade infantil.
"Um prolongado conflito iniciado no fim dos anos 90 levou ao colapso econômico, ao deslocamento em massa de pessoas e a um estado crônico de insegurança alimentar na RDC", afirma o informe.
O índice situa os países numa escala de 100 pontos, sendo zero a melhor pontuação - sem fome - e 100 a pior, apesar de nenhum desses dois extremos ser alcançado na prática.
Uma pontuação maior que 20 revela níveis alarmantes de fome num país, e mais de 30 é "extremadamente alarmante".
A RDC se situou entre os quatro países - junto com Burundi, Eritreia e Chade - com níveis "extremadamente alarmantes" de fome, e é o único país que superou os 40 pontos.
Com exceção de Haiti e Iêmen, todos os países que registram níveis "alarmantes" de fome ficam na África subsaariana e na Ásia.
Estes são os países em ordem ascendente de severidade: Nepal, Tanzânia, Camboja, Sudão, Zimbábue, Burkina Fasso, Togo, Guiné-Bissau, Ruanda, Djibuti, Moçambique, Índia, Bangladesh, Libéria, Zâmbia, Timor-Oriental, Níger, Angola, Iêmen, República Central Africana, Madagascar, Ilhas Comores, Haiti, Serra Leoa e Etiópia.
Junto com Burundi, a RDC e a Eritreia, as Ilhas Comores e o Haiti registram mais de 50% da população subalimentada.
Bangladesh, Índia, Timor-Oriental e Iêmen registraram a maior prevalência de baixo peso nas crianças menores de cinco anos - mais de 40% nos quatro países.
Afeganistão, Angola, Chade e Somália tiveram a maior taxa de mortalidade infantil, com a morte de menores de 5 anos de 20% ou mais em cada um desses países.
A Coreia do Norte foi um dos nove países nos quais o índice aumentou de 16,2 pontos em 1990 a 19,4 em 2010. Os oito restantes são países subsaarianos e em todos menos três - Gâmbia, Suazilândia e Zimbábue - a causa é o conflito.
kdz/fp/cn

FONTE: Terra Notícias.

COMENTÁRIO: Enquanto isto, não faz muito tempo, recebi de um colega uma pesquisa feita sobre uma seleta lista de alimentos considerados os mais caros do mundo e consumidos por algumas “ilustres pessoas da elite mundial”, em “lugares especiais apenas freqüentado por elas”, e, quem sabe, provavelmente freqüentados até mesmo pelas elites destes Países citados como campeões da fome, mostrando assim, que onde há extravagância e abuso por parte de alguns, com certeza, é porque existe falta do essencial para muitos e, grande probabilidade de lavagem de dinheiro, num esquema semelhante ao que a loja Daslu fazia no Brasil e ao que muitas outras empresas (futebol, ong's, instituições religiosas, movimentos, facções e partidos políticos, etc) fazem para lavarem o dinheiro do contrabando, do narcotráfico, da sonegação fiscal, etc. E, o pior, pasmem, é que ainda tem gente que acha natural e concorda com estas barbáries, pois certa vez conversando com uma professora a mesma disse que concordava com tais preços como forma de manter a privacidade das pessoas importantes tendo em vista que tais lugares jamais serão frequentados pelos pessoas comuns!!!!
Vejamos alguns preços destes alimentos:



1) Caviar por 25 mil Reais



2) Uma trufa de chocolate por 5,2 mil Reais!


3) Uma porção de trufas bracas por 1 mil Reais!



4) Uma porção de sorvetes com folhas de ouro a serem ingeridas por 25 mil Reais!




5) Uma pizza por 1 mil Reais!


6) Martini por 15 mil Reais!


7) Chocolate com embalagem de ouro e cujo preço não foi revelado!

8) Um prato de carne Kobe por 100 Dólares!


9) Café Civet por 1,2 mil Reais

10) Garrafa de água por 17 Dólares!



11) Açafrão por 75 mil Reais!



Como vemos, em pleno século XXI ainda temos uma das maiores e mais antigas vergonhas da humanidade (a fome) presente num mundo chamado de pós-moderno, “civilizado” e “próspero” e, também constatamos quão atuais são os antigos ensinamentos religiosos que indicam sobre a necessidade de fraternidade, solidariedade e cooperativismo entre os seres humanos, quão atuais são os estudos e as reflexões sócio-econômicas e políticas de Josué de Castro e, como é urgente acabar no mundo com os vergonhosos e secretos paraísos fiscais ...

Carmem.