CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

25 de jul de 2010

Qual o papel do cidadão ante as políticas públicas?

Qual o papel do cidadão ante as políticas públicas?

O conceito de cidadania vem sendo moldado ao longo da história da humanidade e está ainda longe do ideal em muitos lugares do mundo; alguns nem de longe possuem qualquer noção de cidadania, como as tiranias ainda presentes pelo mundo. Hoje, o conceito no Brasil, está ligado aos princípios fundamentais do Estado Democrático de Direito e é direcionado para o conjunto das liberdades e obrigações políticas, sociais e econômicas. O cidadão da nossa época implica em ter que exercer seu direito à vida, à liberdade, ao trabalho, à moradia, à educação, à saúde e à cobrança de ética por parte dos governantes, está último deve ser traduzida como sendo a contrapartida para a colocação no poder de seus representantes. Assim, o cidadão que elege é o cidadão que deve cobrar a ação para que os agentes políticos possam cumprir seus papeis previsto na Constituição Federal.
O texto de Vicent Vagner Cruz nos faz remete a história do nosso país, onde visualizamos uma trajetória voltada para os interesses das elites e que o “homem do povo” não tinha acesso as coisas públicas, pois essas eram tratadas como coisas privadas e atendiam (atendem?) a uma minoria nuclear que sempre esteve ao redor do “trono”. No texto existe uma discussão de quem é o papel da fomentação das políticas publicas: do estado ou do mercado?
A resposta ao questionamento introduzido no Fórum passa pela nossa idéia necessária de que o Estado é o gerente das políticas publicas que devem ser implementadas para o desenvolvimento da sociedade, atingido diretamente os mais fracos no que concerne ao poderio econômico e que a sociedade como um todo deve traçar o planejamento das políticas públicas para o bem comum. Seria uma reformulação positiva dos Orçamentos Participativos, os quais não deveriam ter a maquiagem ou manipulação que podem sofrer, mas, sim, ter uma ação bastante clara e que a sociedade fosse estimulada a uma incorporação plena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário